Música Cultural e Música Comercial

Olá amigos, depois de algum tempo sumido, apareço novamente já levantando um tema polêmico, "música cultural e música comercial". Não é raro as pessoas me perguntarem os motivos pelo qual a mídia não absorve com tanta frequência a música mais elaborada, de poesia mais profunda e de arranjos mais complexos e ricos, a resposta é simples: isso deve-se aos nichos de mercado.

Esses nichos são extremamente focados no "Business", esse, dita o mercado e a oferta ao público de acordo com o que ele julga mais atraente, rentável e direto em termos de retorno.

No que tange a música cultural, ela também constitui um mercado, este é seleto se comparado ao consumo geral de música, mas muito amplo e lucrativo em termos de negócio também. De fato, tanto a música comercial, quanto a música cultural estão conectadas a mercados de consumo, cada um com seu nicho específico e mecanismos de publicidade e divulgação focados nas características de seu público.

Me concentrando neste ponto, gostaria de dizer que sim, a música comercial atinge em grande maioria as camadas mais populares da sociedade em geral, com isso, ocupa determinados meios de publicidade mais acessíveis a essas camadas, a exemplo da tv aberta, rádios e programas populares, etc.

O x da questão a meu ver, se resume a um ponto mais específico. Diz respeito a dificuldade que temos no Brasil de nos educarmos culturalmente, isso significa proporcionar educação cultural, difusão da diversidade, compreensão das amplas linguagens culturais, no âmbito da música, de apresentar as diversas raízes sonoras que estão presentes no Brasil. Não é raro no Brasil observarmos em escolas e demais ambientes públicos educacionais o cultivo da música comercial e o desapreço por parte daqueles que deveriam instigar a curiosidade entre os jovens, trata-se de educação e conscientização. Proporcionar aos jovens e as novas gerações a oportunidade de vivenciar nossa cultura musical de forma democrática e ampla, não é dever apenas do professor de música e de artes, mas dos professores em geral. Todo educador deveria possuir um olhar despreconceituoso e aberto sobre a cultura, afastado de julgamentos ou seleções, mas focado em oportunizar o máximo de experiências possíveis aos jovens. Isso deveria ser algo também vivenciado em casa, trata-se de maturidade e interesse em se expandir na visão de mundo, algo hoje tão abalado por crenças políticas e religiosas.

De fato, a música comercial e cultural estão ai em grande quantidade e nível de qualidade, tudo passa por capacidade de análise e reflexão para se abrir ao novo, respeitar o diferente e interessar-se pelo novo. Se fizermos isso, quem sabe poderemos nos tornar mais críticos com a qualidade do que tem sido ofertado e menos passivos com a má qualidade dos produtos musicais jogados na mídia, tudo passa pela educação.

Exemplo de música comercial muito tocada em 2019:

Exemplo de música cultural - Milton Nascimento, um dos tantos gênios da música e cultura brasileira

Fonte da imagem: Vila Verde Centro Educacional

Ghadyego Carraro é graduado em música, mestre em música e doutorando em História. Seu trabalho tem ganho vários espaços no Brasil e exterior com pesquisa e performance voltada a música brasileira, latino americana e jazz.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

 Ghadyego Carraro © 2020